Situação do acesso ao Morro da Igreja é crítica e estrada pode desabar

Durante reunião realizada na manhã desta sexta-feira, na Câmara de Vereadores de Urubici, o comandante interino de Defesa Aérea e Controle de Tráfego Aéreo (Cindacta II), coronel aviador Álvaro Wolnei Guimarães informou que se medidas não forem tomadas, a estrada que dá acesso ao Morro da Igreja poderá desabar.

“Um laudo apresentado pela Defesa Civil, confirmou o estado precário da estrada, não podemos precisar quando isso irá acontecer, mas é um risco iminente”, disse o comandante.

O evento contou com a presença da deputada Carmen Zanotto, o prefeito de Uruibici, Fidelis Schappo, vereadores e a comunidade em geral.

Diante da informação do comandante, a deputada Carmen destacou que é necessário buscar alternativas para resolver o problema o quanto antes. “Não podemos continuar na expectativa de que o recurso será liberado. Em janeiro enviei um ofício ao comandante do Destacamento questionando a situação da estrada, a maioria das indagações foram respondidas hoje. Proponho marcarmos uma audiência com o ministro da Defesa, Raul Jungmann, com a presença do prefeito da cidade e o comandante Wolnei e juntos buscarmos soluções. Uma das alternativas seria que a obra fosse construída pelo exército, pois evitaria a burocracia e agilizaria o processo”, disse a parlamentar.

Audiencia Morro da Igreja  (156)

Wolnei afirmou que o Destacamento de Controle do Espaço Aéreo do Morro da Igreja é estratégico e essencial para o controle da navegação aérea. A estrada de dá acesso ao local foi construída na década de 1980 para a utilização dos profissionais. No entanto, com o passar dos anos, o fluxo de veículos aumentou e o local tornou-se o principal ponto turístico da cidade. Atualmente cerca de 100 mil turistas visitam o Morro da Igreja por ano.

Devido ao desgaste da estrada, recentemente duas cortinas que dão suporte a estrada romperam.

Em 2010, o Cindacta II contratou uma empresa para realizar o projeto executivo de engenharia para revitalizar a estrada. Em 2012, a obra foi licitada e uma empresa foi contratada para fazer o serviço. Porém, devido a problemas com a empresa, o contrato foi cancelado e os recursos foram utilizados em outro destacamento.

Em dezembro de 2015, foi detectado o aumento de risco de colapso das cortinas de sustentação, desta forma, a estrada foi fechada em meia pista e foi proibida a passagem de ônibus e caminhões.

O Comandante explicou que se não houver contingenciamento, os recursos para a revitalização da estrada serão liberados no ano que vem. O custo da obra está orçado em R$ 21 milhões, porém o projeto executivo deverá ser atualizado, no qual os recursos já foram aportados e somam R$ 420 mil.

Embora a expectativa seja de que os recursos para a obra sejam liberados em 2017, ainda não há garantias, assim o comandante sugeriu que parcerias entre o governo do Estado e o governo federal sejam feitas para que os reparos emergenciais possam ser realizados. “Precisamos de recursos no valor de R$ 4,3 milhões para os reparos das cortinas, assim os riscos de acidentes podem ser minimizados”, destaca o coronel Wolnei.

No local ainda utilizam a estrada diariamente mais de 85 pessoas entre moradores, pecuaristas e comerciantes que serão afetados com o fechamento da estrada.

“A Serra Catarinense precisa buscar formas de se desenvolver, e o turismo é um grande impulsionador. O Morro da Igreja é extremamente importante para o turismo da nossa região”, concluiu Carmen.

 

Medidas mitigadoras apresentadas:

– restrição de veículos

– monitoramento e selagem das trincas

– limpeza do sistema de drenagem

– barreira física para impedir a passagem de veículos pesados (caso a proibição não seja cumprida)

– bloqueio total da estrada em eventos chuvosos que ultrapassem a capacidade de drenagem subsuperficial (30 milímetros).

Audiencia Morro da Igreja  (151)

 

Cobrança de taxa

Durante a reunião também foi cogitada a possibilidade de cobrança de taxa para que os visitantes tenham acesso ao Morro da Igreja como acontece em diversos pontos turísticos do país. O valor arrecado seria utilizado para a manutenção da estrada

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s