Políticas públicas voltadas as pessoas com deficiência é tema de seminário realizado em Lages

A Comissão de Defesa dos Direitos da Pessoa com Deficiência da Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc) está realizando em Lages, hoje, o Seminário: Políticas Públicas e o currículo funcional natural. Representantes e professores da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apaes) da Serra Catarinense estão participando do evento que acontece até o fim da tarde desta sexta-feira. A deputada federal Carmen Zanotto que é membro da Comissão de Defesa dos Direitos das Pessoas com Deficiência na Câmara Federal foi uma das convidadas.

Seminario APAE  (112)

A parlamentar destacou a importância de estimular a capacidade intelectual das pessoas com algum tipo de deficiência ao longo da vida. “Mesmo fora das instituições de ensino, as pessoas com deficiência não podem ter suas capacidades limitadas.

Sabemos das dificuldades enfrentadas pelas instituições de ensino especial, mas não podemos aceitar que os alunos com deficiência sejam inseridos na escola regular e fiquem “desenhando”, enquanto os seus colegas estão realizando outras atividades, apenas para dizermos que há inclusão. É preciso que haja uma estrutura adequada para garantir que o aluno tenha as suas competências e habilidades desenvolvidas”, ressaltou a deputada.

A assessora da Comissão de Defesa dos Direitos da Pessoa com Deficiência, Janice Aparecida Steidel Krasniak, fez um apelo a deputada Carmen Zanotto e demais autoridades presentes no evento para que o serviço de reabilitação visual seja reativado no Estado.

“Quando a deputada Carmen era Secretária Estadual de Saúde pedimos a implantação deste serviço em Santa Catarina e ela acolheu a nossa demanda. E este trabalhou serviu de referência para a implantação do serviço em outros estados brasileiros, mas infelizmente ele fechou, deixando muitas pessoas desamparadas, peço que os senhores ouçam, nós professores, e reativem este serviço”, afirmou Janice.

A deputada Carmen Zanotto se propôs a nível federal fazer o que for possível para reativar o serviço.  “Precisamos possibilitar as pessoas com algum tipo de deficiência os equipamentos assistivos necessários para que possam desenvolver, cada vez mais, as suas capacidades”, salientou a parlamentar.

Seminario APAE  (42)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s