Evento busca incentivar o empreendedorismo feminino

A participação feminina na atividade empreendedora está em ascensão no Brasil. Segundo estatísticas do Sebrae, 7,3 milhões de brasileiras lideram negócios próprios no país. O número pode ser considerado até maior do que homens empreendedores.

Desta forma, com o objetivo de estimular o desenvolvimento e integrar mulheres empresárias, oportunizando a atualização e troca de informações, a Assembleia Legislativa de Santa Catarina, em parceria com o Conselho Estadual da Mulher Empresária (Ceme) e a Federação das Associações Empresariais de Santa Catarina (Facisc), realiza a segunda edição do seminário “Empreende Mulher”, na sede da Alesc. O evento acontece até o fim da tarde desta segunda-feira e terá palestras, painéis e cases de sucesso.

A deputada Carmen Zanotto participou da abertura do evento e ressaltou a importância da realização destes encontros para incentivar e valorizar o empoderamento feminino. Durante sua fala a parlamentar destacou a apresentação do Projeto de Lei (PL 5680/2016) que institui o Dia Nacional da Mulher Empresária.

29001877665_1c763bdc1e_z

Nas últimas décadas, o Brasil, teve uma massiva incorporação das mulheres no mercado de trabalho, tendência que se evidenciou a partir de 2007, quando sua participação superou a dos homens na atividade empreendedora. Em Santa Catarina desde 2005 é comemorado o Dia Estadual da Mulher Empresária (17 de agosto) e nosso objetivo é que tenhamos um Dia Nacional para oportunizar a troca de experiências e desenvolver, ainda mais, o empreendedorismo entre as mulheres”, afirmou Carmen Zanotto.

Para Neiva Kieling, presidente do Conselho Nacional da Mulher Empresária da Confederação das Associações Comerciais do Brasil, a criação de um dia comemorativo irá ajudar a fortalecer as micro e pequenas empresas lideradas por mulheres. “Permitirá a criação de políticas públicas que as tornem mais qualificadas, inseridas e competitivas”, afirmou.

 

Empresárias de SC

A empresária de Lages e presidente do Conselho Estadual da Mulher Empresária da Facisc, Janelise Santos, lembrou que Santa Catarina tem 281 microempresárias, mais de 30% dos empreendedores catarinenses.  “A maioria das mulheres empresárias, 95%, consideram-se multitarefa, pelo menos a metade deste número, realizam o trabalho doméstico. Porém mesmo com a jornada excessiva, 72% afirmam que não abandonariam seus negócios em troca de um emprego bem remunerado”, destacou Janelise.

Na parte da tarde o evento conta com a palestra de Sonia Hess, empresária catarinense que atuou à frente da Dudalina e voluntária no projeto “Mulheres do Brasil”.  E com a palestra de Angela Hirata que apresentará o case das Havainas.

28896718792_778b98153c_z

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s