Dia do Perdão: Carmen Zanotto defende que País adote “cultura de paz”

A deputada federal Carmen Zanotto (PPS-SC), em pronunciamento na sessão solene sobre o Dia Nacional do Perdão, ontem, disse que a data deve servir para que a sociedade brasileira se volte para a cultura de paz, mesmo diante da violência crescente no País. “O perdão precisa ser praticado todas as horas e começar dentro de nossa casa e de nossa família. Só dessa maneira teremos uma sociedade de paz e de diálogo”, enfatizou.

Segundo a parlamentar, “é preciso nos reconciliarmos com nós mesmos. Todos precisam fazer essa reflexão. E menos violência neste país”.

Carmen Zanotto destacou ainda a postura da deputada Keiko Ota (PSB-SP), autora do requerimento para a realização da sessão solene, que teve, em 2010, seu filho, Ives Ota, sequestrado e assassinato por ex-funcionários da empresa da família.

Além de parlamentares, participaram da sessão o cartunista Maurício Sousa; a filha dele, Mônica;  a embaixadora da paz no Brasil, a atriz Maria Paula; a ministra da Secretaria Especial da Mulher, Fátima Pelaes; e a primeira-dama, Márcia Rollemberg.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s