Carmen Zanotto alerta para o aumento da mortalidade por lipoaspiração

A deputada Carmen Zanotto (PPS-SC) alertou para o crescente número de mortes provocadas pela lipoaspiração, que é a cirurgia mais popular entre os brasileiros. O assunto foi objeto debate realizado na tarde desta terça-feira (05) na Câmara dos Deputados.

“As intercorrências e as mortes por lipoaspiração precisam ser debatidas com seriedade por esta Casa. Esperamos que essa audiência pública, que conta com a participação de especialistas, possa apontar caminhos, dentro da boa técnica, para reduzir esse número de óbitos”, afirmou.

Para debater sobre os riscos da lipoaspiração, as Comissões de Seguridade Social e Família e de Defesa dos Direitos Mulher convidaram representantes da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, do Conselho Federal de Medicina, do Centro Cochrane do Brasil, entre outros.

 De acordo com a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica no ano passado, 900 mil cirurgias estéticas foram feitas no Brasil.

Na avaliação de Carmen Zanotto, a busca do corpo perfeito leva muitas pessoas – a grande maioria é mulheres – a fazer esse tipo de operação sem a necessária recomendação médica. A lipoaspiração é considerada a mais invasiva da especialidade da cirurgia plástica.

 “Infelizmente, esse tipo de cirurgia, muitas vezes, é realizado por um médico que não tem qualificação nesse tipo de procedimento. A operação é feita em um ambiente inadequado, que não conta com o apoio de uma unidade de terapia intensiva”, acrescentou a parlamentar.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s